Mulher encontra câmera que 'vagou' por mais de 1 ano no mar e acha donos
06/04/2016 15:22 em Mundo
Foto do casal com a filha recém-nascida estava no cartão perdido — Foto: Anderson Ferreira/Arquivo Pessoal

Foto do casal com a filha recém-nascida estava no cartão perdido — Foto: Anderson Ferreira/Arquivo Pessoal

Um ano e cinco meses após ter perdido uma câmera fotográfica enquanto surfava, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, um morador da cidade está prestes a recuperá-la. O equipamento foi encontrado, intacto, em Itanhaém, também no litoral paulista, por uma mulher que caminhava na praia. O verdadeiro dono do aparelho só foi achado porque o cartão de memória não foi danificado, e guardou as fotos de um ultrassom com o nome da grávida.

A gestante em questão é esposa do vendedor Anderson Ferreira. O rapaz comprou a câmera justamente para registrar o pré-natal e o nascimento da filha. "Semanas depois, eu fui surfar na Praia do Caiçara e esqueci de trocar o cartão de memória. Coloquei a câmera no suporte, mas ela escapou e perdi na água", relembra.

Ferreira conta que tentou por vários meses recuperar a câmera, conversando com colegas que praticam esportes no mar, mas sem sucesso. Ele e a esposa ficaram tristes, pois não tinham as imagens salvas no computador. "Para a minha surpresa, mais de um ano depois, uma pessoa entrou em contato com a minha mulher pelo Instagram perguntando se ela havia perdido uma câmera. Ela falou que sim, e foi uma felicidade só para a gente. Inacreditável", acrescenta.

 
Câmera com cartão de memória foi encontrada em Itanhaém — Foto: Arquivo PessoalCâmera com cartão de memória foi encontrada em Itanhaém — Foto: Arquivo Pessoal

Câmera com cartão de memória foi encontrada em Itanhaém — Foto: Arquivo Pessoal

A câmera foi encontrada no dia 8 de outubro por uma turista da capital paulista que passava alguns dias em Itanhaém, cerca de 49 km distante de onde o equipamento havia desaparecido. "Eu estava caminhando na praia de manhãzinha, e a onda trouxe a câmera. Resolvi levar para casa, mas como não sabia mexer, eu abri e vi que tinha um cartão de memória", conta Carolina Barbosa Orsoni.

"Eu não uso redes sociais, e olhando as fotos que estavam no cartão, vi que tinha foto de bebê, registro de gravidez, e isso me comoveu. Uma das fotos era um ultrassom do bebê, com o nome da mãe, então eu pedi um Instagram emprestado de uma outra pessoa para pesquisar. Antes disso, já tinha tentado o Facebook, mas não encontrei ninguém", recorda Carolina.

Depois de várias tentativas, Carolina finalmente conseguiu encontrar os donos do equipamento. Como ela estava viajando, a entrega ficou marcada para ocorrer neste sábado (27), em Itanhaém. Agradecido pela atitude da mulher, Ferreira diz que o mundo precisa de mais pessoas como ela. "Essa pessoa tem uma alma muito generosa. Eu nem sei como agradecer", comemora Ferreira.

Para Carolina, saber que a família está feliz por ter resgatado algo tão importante, que são os primeiros registros da filha, já está de bom tamanho. "A satisfação de conseguir achar a pessoa já 'paga' qualquer coisa".

 
Caixa protetora manteve câmera intacta após um ano no mar — Foto: Arquivo PessoalCaixa protetora manteve câmera intacta após um ano no mar — Foto: Arquivo Pessoal

Caixa protetora manteve câmera intacta após um ano no mar — Foto: Arquivo Pessoal

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE